CEDEMFAP

Tempo de leitura: 2 minutos

Ajudar na medida do possível para manter a nossa saúde, provendo conhecimento e gerando recursos importantes para o desenvolvimento, contribuindo sempre para o bem-estar da sociedade de modo a participar na melhoria da qualidade de vida, defendendo a expressão e o cumprimento da verdade.”

QUEM SOMOS

ODAIR CARLOS SABIONI
Formado em Massagem e Acupuntura pela Escola , Oriental de Massagem e Acupuntura – EOMA, onde faz parte do corpo docente desde 1993, Presidente do Sindicato dos Acupunturistas e Terapeutas Orientais do Estado e São Paulo – SATOSP, Presidente do Centro de Desenvolvimento de Massagem, Fisioterapia, Acupuntura e Psicologia – CEDEMFAP.

KLEBER GARCIA SABIONI
Fisioterapeuta, Diretor do Sindicato dos Acupunturistas e Terapeutas Orientais do Estado de São Paulo – SATOSP, e, Diretor do Centro de Desenvolvimento de Massagem, Fisioterapia, Acupuntura e Psicologia – CEDEMFAP.

CARLA GARCIA SABIONI
Psicóloga graduada desde 1999, Pós-graduação em Psicossomática, Especialização em Psicodrama e Psicologia analítica.
Atuação há 18 anos em atendimento direcionado a adolescentes, adultos, casais e familia.

Nossa filosofia de vida

É a idéia que nos levou a seguir uma formação contínua em terapias naturais, chegando a encontrar pontos de conexão entre eles, de modo que o tratamento não se limita apenas a um único curso de ação, mas sim aplicar conjuntamente as terapias.

A técnica a ser aplicada, depende dos sintomas e da avaliação energética e da patologia apresentada. Duas ou mais técnicas poderão ser necessárias para que o tratamento possa ser de maneira holística.

Tradicionalmente, em nossa cultura, achamos que um problema de saúde não importando quão sério, afeta ou é afetado apenas por um problema físico ou emocional. Bem os seres humanos não são dois corpos que vivem juntos, é um só e expressa-se em três níveis diferentes: físico, emocional e energético, e qualquer dessas manifestações  é capaz de influenciar os outros.

Portanto, devemos abordar não apenas o corpo físico ou emocional (como é habitual no Ocidente), mas sim tratar esses problemas em conjunto, sem esquecer a parte energética (a grande contribuição do Oriente).

O objetivo terapêutico é não só para melhorar os sintomas, mas para descobrir o que esta provocando esse sintoma e agir em conformidade para que eles não apareçam.

Não devemos nunca nos esquecer que o verdadeiro tratamento de saúde, não é curar uma doença, (isso seria um tratamento de doença), mas sim preveni-la, e essa é a grande contribuição das terapias Orientas para com o Ocidente.