Hérnia de disco

Tempo de leitura: 3 minutos

O que é Hérnia de disco?

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 5,4 milhões de brasileiros sofrem de hérnia de disco. Essa parcela da população sofre com a falta de informação sobre essa patologia e acaba submetendo-se a tratamentos nem sempre eficazes para acabar com as dores, o que pode gerar aumento dos sintomas e a progressão da doença a médio e longo prazo, levando a problemas mais sérios na coluna. A coluna vertebral é composta por 33 vértebras que juntas, são capazes de sustentar o corpo, proteger a medula espinhal e realizar os movimentos do tronco.

herniadedisco_1São sete vértebras cervicais, doze torácicas, cinco lombares, cinco sacrais (sacro), e quarto cóccígeas cóccix. Entre cada uma das vértebras cervicais, torácicas e lombares, localizam-se os discos intervertebrais, os quais são compostos por uma parte externa de cartilagem fibrosa e uma interna de cartilagem pulposa, que servem para amortecer o impacto e juntamente com as lordoses e cifoses, proteger a coluna vertebral.
Quando ocorre o rompimento da parte fibrosa do disco intervertebral, a parte pulposa se projeta para fora, comprimindo raízes nervosas ou a medula, provocando assim os sintomas da hérnia de disco.
herniadedisco_2 herniadedisco_3

A principal dificuldade está em reconhecer a fase em que a patologia se encontra. As diferentes fases requerem diferentes abordagens e tratamentos e atualmente são tratadas erroneamente como se fossem hérnia de disco. A doença divide-se em 4 fases, de acordo com o seu grau de degeneração. Atenta-se ao fato de que ela pode estar ou não associada a outras patologias do disco vertebral e da coluna. As fases são:
herniadedisco_4 herniadedisco_5 herniadedisco_6 herniadedisco_7 herniadedisco_8


Causas que provocam uma hernia de disco

A causa de maior importância para a formação de uma hérnia de disco, é a genética, que pré-dispõe a formação da hérnia de disco, isto aliado ao envelhecimento, a pouca atividade física, má postura, carregar ou levantar muito peso e a movimentos de alto impacto, comprometem a integridade do sistema muscular que dá sustentação à coluna vertebral, culminando assim na formação da hérnia de disco, bem como em outras disfunções da coluna vertebral.O seguimento da coluna mais propicio a desenvolver uma hérnia de disco é na coluna lombar, seguida da coluna cervical, e, raramente na coluna torácica ou dorsal.

Sintomas da hérnia de disco

A hérnia de disco pode ser assintomática ou, provocar dor de intensidade leve, moderada ou tão forte a ponto de ser incapacitante, pode ainda provocar: parestesia (formigamento), perda de força dos membros, reflexos musculares dos membros lentos e ainda uma ciatalgia.

Exames

O exame a ser feito para confirmação de uma hérnia de disco, é a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética, entretanto deve-se antes fazer alguns exames clínicos que aliados aos sintomas, nos fazem desconfiar da existência de uma hérnia de disco.

Tratamento

O tratamento mais indicado para qualquer fase da hérnia de disco, exceto no caso de fragmento de disco, é a eletroacupuntura, visando inicialmente o alivio das dores, eliminando a inflamação. Após o alivio dos sintomas dolorosos, deve ser iniciada a segunda etapa, relaxando e fortalecendo os músculos que dão sustentação à coluna vertebral, restaurando assim os movimentos articulares, que deverão ter indicações corretas, afim, de evitar recidiva. A terceira etapa consta de um acompanhamento, para evitar novas crises de dores. A mudança de habitos e costumes é essencial para evitar recidivas.A retomada de todas as atividades sem que aja recidivas, pode levar vários meses ou até um ano.Em casos mais graves nos quais o locomoção seja prejudicada, é recomendado tratamento
cirúrgico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *